Nossas Rádios:

Após reclamações sobre falta de professores apoio e atraso na entrega dos kits escolares, Falcão se posiciona

Prefeito Luís Eduardo Falcão concedeu coletiva para explicar motivos desses atrasos.

Crianças que possuem alguma necessidade especial, como autistas, necessitam de um professor apoio da rede municipal para poder auxiliar durante o processo de ensino-aprendizagem. Durante coletiva realizada na última quarta-feira (09/03), o prefeito Luís Eduardo Falcão abordou o assunto em coletiva de imprensa. O prefeito deixou claro o compromisso em ofertar um ensino de garantia e qualidade para todos.

O prefeito explicou que, na prática não é tão fácil, não é somente o município contratar novos professores, “No ano passado tínhamos 30 professores apoio, este ano tem os mesmo 30 e mais 78 professores que foram contratados. Porém, a demanda cresceu muito além do previsto. Precisamos de muitas coisas para poder resolver essa situação, recurso financeiro, superar a burocracia da lei de responsabilidade fiscal, o município só pode gastar com o pessoal cerca de 50% do orçamento, e já está próximo disso. Precisamos encontrar saídas para não incorrer improbabilidade administrativa,” disse.

O prefeito disse que o levantamento é feito sempre na medida que a demanda cresce. O motivo apontado pelo prefeito seria a saída de alunos do ensino estadual para o ensino municipal, “De repente saíram das escolas particulares e vieram para as escolas municipais. O número estimado, em um cenário ideal, além dos 108 que estão trabalhando, a gente teria que contratar ainda entre 50 e 70 professores para atender a demanda”.

Sobre as CMEIs o prefeito ainda informou que está trabalhando na contratação de servidores para que possam funcionar em dois turnos.

KITS ESCOLARES

No final do mês de janeiro, o prefeito de Patos de Minas, Luis Eduardo Falcão, juntamente com a Secretária Municipal de Educação, Sônia Silveira, fizeram o anúncio que os alunos da rede municipal receberiam a ajuda de kits escolares até o final do mês de fevereiro. Estamos com 10 dias já do mês de março e os kits não chegaram às mãos das crianças.

Na tarde ontem quarta-feira (09), durante uma coletiva de imprensa, Falcão deu esclarecimentos, sobre esse atraso, segundo ele, o que era previsto para ser entregue no mês passado, deve chegar agora no mês de abril, “Talvez a gente tenha cometido o erro de anunciar e de ter passado a data. Mas ocorre muito isso no serviço público, os fornecedores, as empresas, a gente contrata, têm um prazo, e o pessoal de repente não consegue cumprir aquele prazo por situações de mercado”.

O prefeito afirmou que os alunos que não tiverem condições financeiras de adquirir seus materiais receberão total apoio da Secretaria Municipal de Educação, “Tem essa previsão desses materiais a mais que não vinham para os estudantes, mochilas, garrafinhas d’água, uma série de materiais. Estamos trabalhando para que esses alunos não tenham seus rendimentos afetados. E mesmo esses materiais chegando em abril, ele é perene, não será desperdiçado e poderá ser utilizado a qualquer tempo,”.

<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>