Ouça ao Vivo:
Pesquisar
Close this search box.
Ouça ao Vivo:

Deputada por Patos de Minas, Lud Falcão vota contra emenda que aumentaria o salário dos servidores em 10,67%

Emenda autorizativa que previa o aumento do reajuste geral dos servidores para 10,67% foi rejeitada por 34 votos contra e 30 a favor

O governo de Minas Gerais teve uma vitória apertada em plenário durante votação das emendas ao projeto de reajuste geral aos servidores do estado. Todas as seis emendas destacadas pela oposição foram rejeitadas, mas apresentaram votos expressivos, inclusive de parte dos deputados da base. A que mais chamou atenção foi a que autorizava o aumento do índice de reajuste de 3,62% para 10,67%, a soma da inflação de 2022 e 2024. 

A emenda apresentada pela oposição recebeu 30 votos favoráveis no plenário e obteve 34 votos contrários, entre eles o da deputada patense Lud Falcão que votou contra o reajuste maior para os servidores do estado. O voto contrario indignou servidores estaduais de sua base eleitorial que esperavam o apoio da deputada para a proposta de um reajuste maior.

Mesmo com a ideia de aumento de um ponto percentual no reajuste, a proposta ainda esta distante dos 10,67% reivindicados pelos funcionários públicos e parlamentares de oposição.

Votaram contra o aumento do reajuste para 10,67%:

  • Adriano Alvarenga (PP);
  • Alencar da Silveira Jr. (PDT);
  • Alê Portela (PL);
  • Antônio Carlos Arantes (PL);
  • Bim da Ambulância (Avante);
  • Bosco (Cidadania);
  • Carlos Henrique (Republicanos);
  • Cassio Soares (PSD);
  • Coronel Henrique (PL);
  • Dr. Maurício (Novo);
  • Duarte Bechir (PSD);
  • Enes Cândido (Republicanos);
  • Gil Pereira (PSD);
  • Grego da Fundação (PMN);
  • Gustavo Santana (PL);
  • Ione Pinheiro (União);
  • João Junior (PMN);
  • João Magalhães (MDB);
  • Lud Falcão (Podemos);
  • Maria Clara Marra (PSDB);
  • Marli Ribeiro (PL);
  • Nayara Rocha (PP);
  • Neilando Pimenta (PSB);
  • Oscar Teixeira (PP);
  • Professor Wendel Mesquita (Solidariedade);
  • Rafael Martins (PSD);
  • Raul Belém (Cidadania);
  • Roberto Andrade (PRD);
  • Rodrigo Lopes (União);
  • Thiago Cota (PDT);
  • Tito Torres (PSD);
  • Vítor Junior (PP);
  • Zé Guilherme (PP);
  • Zé Laviola (Novo).

Compareceram ao plenário, mas não votaram na emenda de 10,67%:

  • Charles Santos (Republicanos);
  • Chiara Biondini (PP);
  • Doorgal Andrada (PRD);
  • Doutor Wilson Batista (PSD);
  • Dr. Jorge Ali (PSB);
  • João Vitor Xavier (Cidadania);
  • Tadeu Martins Leite (MBD) – presidente da ALMG, não vota.

Uma segunda chance ainda será dada, já que a proposta segue agora para o plenário da Casa Legislativa, onde será votado em segundo turno na manhã desta quinta-feira (06/06).

Fonte: O Tempo

Título do slide
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Clique aqui
<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>