Nossas Rádios:

Briga termina com homem esfaqueado no Bairro Lagoa Grande

Três pessoas foram presas

Um homem de 33 anos foi esfaqueado e agredido com pauladas após negar uma dívida de drogas. O fato aconteceu na noite deste sábado na Rua Iguaçú, no Bairro Lagoa Grande em Patos de Minas. Três pessoas foram presas, inclusive a vítima das facadas.

Segundo informações da Polícia Militar, testemunhas ligaram no telefone 190 e informaram que havia uma briga generalizada na Rua Iguaçú, esquina com a Rua Vereador João Pacheco. Após ser informada, a Polícia Militar deslocou as viaturas e começou a monitorar a briga através das câmeras de video monitoramento do Programa “Olho Vivo”.

Ao chegar no local, a viatura da Polícia Militar abordou um homem de 33 anos. Ele apresentava ferimentos provocados por faca no ombro direito e na cabeça, além de dores nas costas devido as pauladas recebidas.

A vítima disse que foi agredido por dois homens de 28 e 37 anos. Eles teriam lhe cobrado uma dívida de entorpecente, o que foi negado pela vítima. Os policiais foram até a casa do suspeito. O homem de 28 anos foi abordado e apresentava hematomas e escoriações nos braços. Ele contou que a vítima, de 33 anos, chegou na casa dele com pedaço de pau e o questionou o porquê de não a querer mais nas redondezas.

Durante a discussão, a vítima das facadas partiu para cima do suspeito. O homem de 28 anos pegou uma faca de mesa e desferiu golpes na vítima.  Já o outro envolvido, de 37 anos, disse aos policiais que tentou separar a briga, mas que acabou deferindo pauladas no homem de 33 anos, vítima das facadas. Outro rapaz chegou a ser abordado e relatou que apenas separou a briga.

Diante do flagrante, os três envolvidos na briga foram detidos. O homem de 28 anos foi levado para a Santa Casa de Misericórdia de Patos de Minas. A vítima das facadas, de 33 anos, foi levada para o Hospital Regional Antônio Dias. Após atendimento médico, o trio foi levado para a delegacia.

<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>