Ouça ao Vivo:
Ouça ao Vivo:
Previous slide
Next slide

Sem incorporação ao serviço regional, profissionais do Samu Municipal se despedem das atividades nesse domingo (02)

Eles não tiveram reivindicação atendida pelo prefeito Falcão.

Foram varias tentativas para a incorporação dos servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) municipal ao regional com reuniões com o prefeito em tentativas de diálogo para incorporação dos funcionários no SAMU Noroeste. Segundo a agora ex- coordenadora de enfermagem Lara Cristina, um dos principais questionamentos dos servidores é, “o porquê de o consórcio não querer absorver esses profissionais. Tendo em vista que, para eles, seria extremamente cômodo, já que os próprios funcionários do SAMU de Patos de Minas poderiam treinar e capacitar às outras regiões”, disse em entrevista ao jornalismo da Rádio clube98. Ela até mesmo ressaltou a existência de profissionais que trabalham no serviço desde que ele foi implementado, com mais de 15 anos de experiência.

Apesar de todos os argumentos dos servidores, o prefeito Luís Eduardo Falcão e a Secretaria Municipal de Saúde Ana Carolina Caixeta, disseram que não foi possível de maneira administrativa e jurídica, fazer a incorporação deles no consórcio, por várias questões, citando motivos financeiros e legais do consórcio intermunicipal. A secretária ainda informou que os profissionais que atuaram no Samu municipal serão realocados para outros setores da prefeitura remanejados dentro da Secretaria de Saúde de Patos de Minas.

Na sexta-feira (30/09), os servidores do Samu Municipal fizeram um ato de despedida na antiga sede e protesto pela não incorporação. Momento de emoção e lagrimas, já que de acordo com os servidores, nem mesmo a experiência de anos no serviço de atendimento foi pesada na decisão. Uma ação judicial não esta sendo descartada. 

Título do slide
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Clique aqui

5 respostas

  1. Isto é uma injustiça muito grande ,só mostra o descaso com os profissionais da saúde.Sera que estes políticos pensam que são imortais? Que nunca vão precisar usar o SAMU um dia? Cuidado a lei do retorno é certa.

  2. Valores invertidos na sociedade brasileira, saúde, segurança e educação, não tem valor. Engraçado que que políticos sempre tem reajustes, regalias e quem trabalha de verdade não são valorizados. Povo hipócrita!

  3. Um governo que não prioriza o serviço público de saúde, educação e segurança não deveria estar no poder. Mesmo que eu possa pagar por saúde, educação ou segurança dependo direta ou indiretamente de alguns destes serviços. Se não votarmos em um candidato que prejudica esses servidores já é um começo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>