Ouça ao Vivo:
Pesquisar
Close this search box.
Ouça ao Vivo:

Polícia Militar prende autor de comunicação falsa de crime, embriaguez ao volante e acidente de trânsito

Em Patrocínio, no sábado (06), por volta das 04h, a Polícia Militar foi acionada para comparecer no bairro Cidade Jardim, onde um veículo após colidir na lateral traseira de VW Tiguan que estava estacionado em via pública, evadiu tomando rumo ignorado.

No local foi possível perceber se tratar de um veículo VW Prata através de pedaços do para-choque possivelmente camionete.

Em seguida uma suposta vítima relatou que foi rendida por dois autores armados e abandonada próximo a Cooxupé “estrada tucaninho”. Foi realizado contato com a suposta vítima, sexo masculino, 39 anos, que apresentava sinais visíveis de embriaguez, portando em sua carteira certa quantia em dinheiro e o seu celular, detalhes que chamaram a atenção das equipes. Em nova narrativa a suposta vítima relatou que os autores passaram em sua empresa e o obrigaram a descer para roubarem outra camionete, desistindo da ação.

A suposta vítima querendo convencer os militares do roubo disponibilizou as imagens empresa.

Sendo possível verificar que o mesmo estava sozinho no Interior da camionete, pega alguns objetos na empresa, olha o dano causado pelo acidente no lado dianteiro direito e sai tranquilamente na sequência.

Em seguida a Polícia Militar tomou conhecimento sobre um veículo em chamas as margens da BR 365. A guarnição policial deslocou para o local confirmando ser a camionete da suposta vítima.

Tendo em vista os relatos contraditórios do autor e as imagens apresentadas por este, verifica-se ele mesmo incendiou o próprio veículo após evadir de local de acidente e ainda comunicou a Polícia Militar sobre um roubo, que na verdade não ocorreu.

Como o autor apresentava sinais notórios de embriaguez como hálito etílico, andar cambaleante, fala desconexa, e afirmou ter ingerido bebida alcoólica, foi convidado a realizar o teste do etilômetro, porém recusou-se.

O autor foi apresentado à delegacia para demais providências, e a caminhonete incendiada foi removida pelo guincho credenciado.

A Polícia Militar alerta sobre as consequências de realizar uma comunicação falsa de crime. Além do desperdício de recurso público, a mentira ainda pode onerar as equipes que promovem a prevenção criminal. A pena para esse crime é de detenção de um a seis meses ou multa.

Fonte: Agência Local de Comunicação Organizacional 46ºBPM

Título do slide
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Clique aqui
<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>