Ouça ao Vivo:
Ouça ao Vivo:
Previous slide
Next slide

Homem mata esposa e depois tira a própria vida em fazenda no município de Perdizes

A mulher morava em Cruzeiro da Fortaleza, mas era natural de Patos de Minas

Um homem de 43 anos, identificado como Osvaldo Misael, natural da cidade de Patrocínio matou a esposa Géssica dos Reis Oliveira, de 29 anos, que morava na cidade e Cruzeiro da Fortaleza, mas que era natural da cidade de Patos de Minas e depois com um tiro na cabeça tirou a própria vida.

Segundo o boletim de ocorrência, na manhã desta sexta-feira (22-07), por volta das 08hs, o proprietário da fazenda Olhos D’agua, que fica no município de Perdizes, deslocou para a sede para verificar a situação do casal que mora na fazenda.

O proprietário disse que na noite anterior, por volta das 20hs, o casal teve um discursão e que após o desentendimento, Osvaldo saiu da sede e foi para a cidade de Perdizes e que teve o último contato com a esposa (Géssica), foi por volta das 23hs, e que desde então não teve mais contatos com eles.

Ao chegarem no local, os militares depararam com sede toda trancada. Com autorização do proprietário, os militares arrombaram a porta da cozinha do caseiro e ao chegarem no quarto, depararam com o casal em cima da cama morto, sendo que Osvaldo apresentava grande sangramento na cabeça e estava com uma arma de fogo sobre o braço esquerdo. Já Géssica apresentava grande sangramento no pescoço.

Imediatamente, os militares isolaram o local e acionaram a perícia que realizou os trabalhos e encaminhou os corpos para o IML da cidade de Araxá. Sobre os ferimentos, a princípio, Géssica sofreu um corte de um instrumento cortante (faca), na região do pescoço, causando uma lesão conhecida como esquartejamento. Já Osvaldo apresentava um ferimento a bala, (tiro), na orelha direita. As armas utilizadas, sendo uma faca e um revólver calibre 22 foram recolhidos pelo perito.

Ainda sobre o que teria acontecido, o proprietário da fazenda disse que na noite anterior conversou com Géssica por ligação via aplicativo WhatsApp tendo, ela relatado que teve uma discussão com marido por motivo de ter encontrado algumas mensagens no telefone dele e que depois de terem desentendidos, Osvaldo pegou a arma de fogo e saiu de carro em direção a cidade (Perdizes).

O proprietário disse ainda que por volta das 23 horas manteve contato com Géssica e que não conseguiu falar com Osvaldo, dando a entender que depois desse horário, Osvaldo retornou para a sede da fazenda e praticou o crime contra a mulher e depois tirou a própria vida.

O detalhe é que apesar de ser natural da cidade de Patos de Minas, Géssica morava na cidade de Cruzeiro da Fortaleza, inclusive será sepultada na cidade de Cruzeiro da Fortaleza.

Título do slide
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>