Ouça ao Vivo:
Pesquisar
Close this search box.
Ouça ao Vivo:

Foliões iniciam giro para as festas de reis marcadas para janeiro de 2023 em Presidente Olegário

Foliões iniciam giro para as festas de reis marcadas para janeiro de 2023 em Presidente Olegário

A tradição da Folia de Reis, passada de pai para filho canta as alegrias e a fé do povo no municí­pio de Presidente Olegário. Grupos se reúnem e visitam as casas para lembrar o momento em que os Três Reis Magos (Gaspar, Baltasar ou Belchior – ou Melchior), se encontram e presenteiam o menino Jesus. A maioria das mais de 30 folias do município de Presidente Olegário começa a rotina na noite de Natal, ao dia 5 de janeiro, véspera do dia de Santos Reis. E aqui vale lembrar que dia 5 é feriado municipal em Presidente Olegário mantendo a tradição das festas de reis no município, ocasião que serão realizadas várias festas pelo município durante todo o dia.

A Folia do Saltador do Capitão Zé Garcia, que existe a 68 anos muda já saiu em busca dos donativos.   Na região da Prata aconteceu a saída da Folia São Vicente de Paulo, do Capitão Hélio Antônio, a folia existe há pelo menos três anos. O almoço na Fazenda da Dalva marcou o início do giro. 

Já no povoado de Andrequicé, a folia que leva o nome da localidade, dos capitães Gaspar Braga e Padre Preguinho, que existe há pelo menos 50 anos, também começou o giro neste domingo (25/12) no barracão de Santos Reis. Ela vai caminhar por 5 dias no povoado com a entrega na quinta-feira (29/12).

Outro folia que começou o giro no natal foi a Folia Vicentina, que existe há 32 anos e que atualmente tem o comando do capitão Vinícius Nunes. O giro começou na Rua Nossa Senhora da Abadia na casa do Onésio Nunes de Santana em Presidente Olegário. Na comunidade do Barreiro de Minas, a saída foi na Igreja de Nossa Senhora da Abadia. Sob o comando do capitão “Goiano”, ela existe há décadas na comunidade.

A cidade e as comunidades rurais recebem a cantoria dos foliões. Ao som de violões, sanfonas, caixas e pandeiro, os integrantes da folia de reis pedem passagem e, de porta em porta, mantém viva a tradição, que foi herdada dos portugueses.

Fonte e foto; Juarez Martins – pohoje

Título do slide
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Clique aqui