Nossas Rádios:

Professor Braz Paulo protocola pedido na Prefeitura de Patos de Minas para que estudos sejam realizados em torno do congelamento do IPTU 2022

Segundo o professor e comunicador, o pedido não foi feito antes, uma vez que ele estaria esperando que a atitude viesse de algum vereador, da mesa diretora da Câmara ou até mesmo do próprio prefeito.

Nesta terça-feira (08), Professor Braz Paulo, foi até a Prefeitura Municipal de Patos de Minas, para protocolar como cidadão patense e contribuinte, um pedido que vem em encontro a vontade de grande parte da população, para que o executivo realize estudos para o congelamento do IPTU em Patos de Minas.

“Tem sido um ano muito duro, a gente vem de anos muito difíceis, as pessoas estão correndo atrás de empregos, muitas pessoas com a renda menor, uma inflação que está doendo no bolso de toda população e parece justo que o município na pessoa do prefeito, e também que nossos vereadores, façam uma lei congelando o IPTU,” afirmou Braz Paulo.

O comunicador e professsor também destacou que a prefeitura começou o processo do Programa Especial de Liquidação de Débitos (PELD), que se trata de espécie de  Refis e gerará novos recursos para os cofres públicos, sendo assim uma forma de suprir a diferença causada em um possível congelamento.

Professor Braz Paulo, afirmou em entrevista para Rádio Clube98 que o executivo não tem um tempo limite para responder ou tomar alguma providência, porém acredita que considerando a simplicidade do tipo de pedido, a expectativa é que nos próximos dez dias, uma resposta seja emitida.

Segundo o professor e comunicador, ele não fez esse pedido antes porque estava esperando que a atitude viesse de algum vereador, da mesa diretora da Câmara ou até mesmo do próprio prefeito.

“Se vai fazer, que faça, essa é a vontade da população. Mas se não vai fazer que explique porque não vai e porque nossos representantes do legislativo não abriram essa discussão e assumiram essa bandeira. Eu vou repetir aqui de forma enfática, nossos vereadores precisam assumir as grandes causas, e essa demanda é sim uma grande causa,” finalizou o professor.

Confira a entrevista na íntegra:

<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>