Ouça ao Vivo:
Pesquisar
Close this search box.
Ouça ao Vivo:

Em entrevista coletiva, Copasa diz que vai cumprir seu contrato com Patos de Minas até 2038 e anuncia novidades

Foi feito o esclarecimento de dúvidas relacionadas à prestação de serviços na cidade

No início desta semana, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) realizou um Café com a Imprensa para apresentar novos projetos, investimentos no abastecimento de água, esgotamento sanitário e preservação ambiental em Patos de Minas.

Cristiane Carneiro, superintendente da empresa no âmbito da unidade de Negócio Oeste (UNOE), iniciou com o primeiro anúncio da construção do (CEAM) Centro de Educação Ambiental no Parque Municipal do Mocambo. Esse espaço tem como objetivo formar cidadãos responsáveis na preservação do meio ambiente. O investimento esta avaliado em R$3.2 milhões, a previsão é que as obras sejam concluídas em doze meses, com início nos próximos dias.

Além disso, foi anunciado um investimento no sistema de esgotamento sanitário. No dia 15 de maio, a Copasa publicou uma licitação para as obras de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), avaliada em 28 milhões. As propostas serão abertas no dia 21 de julho.

Está sendo implantada uma Unidade de Tratamento de Resíduos (UTR) para a ETA. A UTR processa o lodo gerado durante o tratamento na ETA e a previsão é que as obras sejam finalizadas no primeiro semestre de 2024.

Também foram debatidos assuntos como Tarifa Social, abastecimento e obras de esgotamento sanitário nos distritos pertencentes ao município de Patos de Minas, canais de relacionamento, da Copasa, que são gratuitos e funcionam 24 horas por dia, e atividades de educação socioambiental promovidas com o público estudantil e comunidades.

Sobre as obras em Patos de Minas, a companhia afirmou que diversas delas estão sendo executadas para ampliar o sistema de abastecimento. Essas intervenções devem beneficiar cerca de 50 mil pessoas em 60 bairros da cidade.

Outro tema abordado foi a preservação ambiental, no qual a Copasa disse ter investido – de 2017 até o momento – quase R$800 mil em: plantio de 26.150 mudas; construção de cercas no entorno de áreas de preservação; 362 bacias escavadas na terra para contenção de água da chuva; e realização de 14.483 cadastros de campo – levantamentos do cenário ambiental da região; entre outros. A Companhia estima ainda mais de R$1,5 milhão seja aplicado no município este ano com ações desse tipo.

Título do slide
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Clique aqui
<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>