Ouça ao Vivo:
Pesquisar
Close this search box.
Ouça ao Vivo:

Busto de Alysson Paolinelli é instalado na entrada principal do Memorial do Milho, em Patos de Minas

Uma série de homenagens, em reconhecimento pela enorme contribuição de Alysson Paolinelli para a agropecuária, foram realizadas durante a noite
Foto: Edvar Santos

O agrônomo e grande líder, Alysson Paolinelli foi homenageado pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Patos de Minas, na noite da última sexta-feira, 04 de novembro, no Parque de Exposições. Responsável por programas que promoveram o desenvolvimento da agricultura e da pecuária no Brasil, Alysson tornou-se conhecido como o Pai da Nova Agricultura Brasileira. Uma das homenagens foi a instalação de um busto do Alysson Paolinelli, na entrada principal do Memorial do Milho.

Um troféu confeccionado artesanalmente pelas Marias Artesãs também foi direcionado ao homenageado. Um vídeo com depoimentos de vários nomes do agronegócio de Patos de Minas e região foi exibido durante a solenidade.

Foto: Edvar Santos

Em sua trajetória, Alysson Paolinelli, ocupou cargos importantes em Minas Gerais e no Brasil. Em cada passagem, seja em cargos técnicos, de liderança empresarial, institucional ou mesmo cargos políticos, deixou marcas do seu trabalho e da sua determinação em promover o desenvolvimento econômico e social do Brasil e do mundo. 

Por motivos de saúde, Alysson Paolinelli não esteve em Patos de Minas, sendo representado pelo engenheiro agrônomo e amigo pessoal Paulo Afonso Romano.

Foto: Edvar Santos

Trajetória de Alysson Paolinelli

Mineiro de Bambuí, Alysson Paolinelli, por sua trajetória de vida, tornou-se conhecido como o Pai da Nova Agricultura Brasileira. Em 1955, classificou-se em primeiro lugar no vestibular para o curso de Agronomia da Escola Superior de Agricultura de Lavras, Minas Gerais – hoje a reconhecida Universidade Federal de Lavras. 

Ingressou na faculdade e nos primeiros períodos do curso, de 1956/1958, assumiu a presidência do Diretório Acadêmico da Universidade. Formou-se Engenharia Agronômica, em 1959. Foi orador da turma e recebeu a Medalha de Ouro por ter sido o primeiro colocado no curso. Por 30 anos trabalhou na ESAL/UFLA, atuando como professor de Hidráulica, Irrigação e Drenagem e, ainda, como Vice-Diretor (1966/1967) e de Diretor (1967/1971). 

Ocupou ainda os cargos:
1968 a 1969 – Presidente da Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior
1971 a 1974 e de 1991 a 1998 – Secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais. 
1974 a 1979 – Ministro da Agricultura do Brasil
1974 e 1979 – Chefe da Delegação Brasileira na Conferência Mundial de Alimentos da FAO
1979 a 1982 – Presidente do Banco do Estado Minas Gerais e do seu Conglomerado Financeiro
1980 a 1982 – Presidente da ASBACE (Associação Brasileira de Bancos Comerciais Estaduais)
1982 a 1986 e de 1998 a 2001 – Presidente da FIAT ALLIS Latino Americana
1984 a 1986 – Presidente da Sociedade Mineira de Agricultura
1987 a 1991 – Deputado Federal Constituinte
1988 a 1990 – Presidente da Confederação Nacional de Agricultura do Brasil
1990 – Vice-Presidente do Comitê da Feira de Osaka – Japão
1992 a 1993 – Presidente do Fórum Nacional de Agricultura
Desde 1996 – Membro da Academia Nacional de Engenharia
Desde 2010 – Presidente da ABRAMILHO
Desde 2017 – Presidente do Fórum do Futuro
2019 – Embaixador da Boa Vontade – IICA
2021 a 2022 – Titular da Cátedra Luiz de Queiroz de Sistemas Agropecuários Integrados

Recebeu inúmeros prêmios e condecorações: 
1970 a 2016 – Vários Títulos Honoríficos de Entidades, Municípios e de Estados Brasileiros
1978 – Laureado pela ABCZ em sua 34ª Exposição Internacional com o Título de Sócio Benemérito e inauguração de um Busto no Parque Fernando Costa
1981 – Recebeu o Prêmio Frederico de Menezes Veiga, da EMBRAPA
2005 – Engenheiro Laureado pela Confederação Nacional de Engenharia do Brasil
2006 – Homenageado no V Congresso Brasileiro de Agribusiness – “Bases Para o Futuro”, como “Personalidade do Agronegócio de 2006”, organizado pela Associação Brasileira de Agribusiness. E ainda, Engenheiro do Ano de 2006, em Minas Gerais; Título de Professor Emérito da Universidade Federal de Lavras e Laureado com o Prêmio “World Food Prize”
2008 – Colar Comemorativo do 2ª Centenário da Vinda da Família Real ao Brasil e, também, da Ordem Nacional do Mérito Científico, Classe Grã-Cruz e Personalidade Homenageada no AGRISHOW 
2010 – Medalha dos 150 anos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
2017- Medalha Luiz de Queiroz pela ESALQ – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e, também, 
Prêmio Bunge – Vida e Obra
2018 – Medalha do Mérito Desenvolvedor – BNDES
2019 – Condecorado como Construtor do Progresso – FIEMG
2021/2022 – Indicado pela USP ao Prêmio Nobel da Paz

Ocupou, ainda, cargos de membro dos Conselhos Administrativos/Consultivos do Grupo Campo; da Manah; da Serrana; da Bunge Brasil; da Parmalat do Brasil AS; do Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo; do Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Corte da EMBRAPA e da Verde Fertilizantes. E, também, membro do Conselho Técnico do Fundo Setorial do Agronegócio do Ministério da Ciência e Tecnologia; membro do Conselho de Administração do CGEE (Centro de Gestão e Estudos Estratégicos), do MCT do Brasil; e, membro Conselho de Ética do Estado de MG. 

Com informações: Ascom Sindicato dos Produtores Rurais de Patos de Minas

Título do slide
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Clique aqui
<a href="arquivo.clubenoticia.com.br" target="_blank">Veja mais em nosso arquivo!</a>