Acusado de participar de chacina na MGC-354 é preso na divisa entre Tocantins e Goiás após quase dois anos foragido

logo-face
logo-face
Acusado de participar de chacina na MGC-354 é preso na divisa entre Tocantins e Goiás após quase dois anos foragido

Um criminoso bastante conhecido no meio policial da região foi preso pela Polícia Rodoviária Federal – PRF na divisa entre os Estados de Tocantins e Goiás. A prisão aconteceu no início da noite desta terça-feira (13/01). Admilson Lopes Vidal, 40 anos, conhecido como “Boi Bandido”, tem diversas passagens policiais e é acusado de participar de uma chacina na MGC-354 em 2019, onde três pessoas foram assassinadas.

Segundo informações, a equipe da PRF abordou o veículo FIAT/Toro branco e durante busca pessoal, o condutor apresentou toda documentação como Eugênio Gouveia Martins. Porém, os policiais perceberam que os documentos eram falsos.

O condutor na verdade se tratava do foragido da justiça Admilson Lopes Vidal, criminoso conhecido no meio policial de Patos de Minas e região. Ainda durante as buscas, foi localizado um revólver cal .22 e sete munições na bolsa da esposa de Admilson.

Contra Admilson havia dois mandados de prisão em aberto, entre eles, por ser acusado de participar da chacina que resultou na morte de três pessoas na MGC-354, entre Patos de Minas e Presidente Olegário. O crime foi em abril de 2019 (leia mais). Além de uma vasta ficha criminal, ele também já foi preso em Patos de Minas pela Polícia Federal pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Comentários