A repercussão da denúncia contra o vereador Vitor Porto esteve em destaque no ''Debate 98''

logo-face
logo-face
A repercussão da denúncia contra o vereador Vitor Porto esteve em destaque no ''Debate 98''

O convidado do “Debate 98” desta segunda-feira (29/11) foi o educador físico, Hudson Wiris, autor da denúncia contra o vereador Vitor Porto. A conversa foi conduzida por Jota Ramalho, José Afonso e Edvar Santos, o bate-papo também contou com a participação de ouvintes da Rádio Clube98.

Na oportunidade a repercussão da denúncia feita pelo educador físico Hudson Wiris Pereira contra mais um parlamentar da Câmara Municipal foi o assunto em destaque nesta segunda-feira (29/11).

Hudson Wiris detalhou alguns cenários envolvendo a suposta promessa de cargo oferecido pelo vereador em troca de trabalho em campanhas políticas.

As medidas jurídicas que serão tomadas pelo acusador e o que falta para a Câmara Municipal tomar providências a respeito do fato, também estiveram em destaque durante o programa.

Entenda o caso:

Após duas cassações de parlamentares patenses, o jornalismo da Rádio Clube98, recebeu mais uma denúncia contra um vereador da Câmara Municipal de Patos de Minas.

O Educador Físico, Hudson Wiris Pereira, procurou o departamento de jornalismo na tarde desta quinta-feira (25/11) e amparado de documentos apresentou uma denúncia contra o parlamentar e advogado Vitor Porto Fonseca Gonçalves (CIDADANIA). Segundo o denunciante ele teria trabalhado como Cabo Eleitoral na Campanha para Deputado Estadual em 2018 e posteriormente para a campanha para o legislativo em 2020.

Hudson Wiris alega que trabalhou para o vereador com o compromisso de ocupar um cargo público no executivo municipal, como Diretor da Praça CEU, cargo que em outra gestão já foi ocupado por Vitor Porto, lugar onde os dois teriam se conhecido e firmado laços de amizade.

O denunciante explica que na época questionou Vitor Porto, que o referido cargo não era de responsabilidade do legislativo e sim do executivo, porém, o atual parlamentar pediu que ele confiasse na promessa e que a nomeação aconteceria, mas após muitos questionamentos, ele também teria afirmado que caso não desse certo, ele seria contratado de forma particular, pelo valor de R$2.000,00 (Dois mil reais), para que ele continuasse com o seu projeto social.

Em certo momento, Hudson teria inclusive questionado Vitor Porto em relação há algumas movimentações de outro vereador para indicar uma pessoa próxima para a direção da Praça CEU, neste momento junto ao vereador, Hudson teria se reunido com o prefeito de Patos de Minas, Luís Eduardo Falcão, onde o Prefeito teria alegado que precisou nomear outra pessoa para supostamente “ganhar a eleição”. Mas teria pedido Hudson para providenciar a documentação e afirmou que ele seria nomeado, o que acabou não ocorrendo.

Questionado se o Prefeito teria sido procurado por ele posteriormente a essa primeira reunião, o educador físico afirma que foi até o Prefeito para tentar fazer algum tipo de acordo e que nesta oportunidade foram apresentados alguns cargos que estariam disponíveis e que mesmo disposto a aceitar a nomeação não aconteceu.

Uma situação que chama a atenção junto aos documentos apresentados pelo denunciante é a presença de depósitos e PIX, realizados pelo vereador durante este ano, sem que Hudson Wiris estivesse prestando nenhum tipo de serviço para o referido parlamentar  e levando em consideração que o acordo entre os dois não seria financeiro e sim em relação ao cargo. Questionado pelo jornalismo da Rádio Clube98, o educador físico relatou que Vitor Porto alega que esses depósitos seriam doações.

Em uma última conversa entre Hudson e Vitor, o educador físico relata que o parlamentar teria afirmado que em 2022, o Prefeito teria a disposição o cargo de Diretor da Praça CEU, porém, teria que ver algumas questões em relação à questões partidárias e também sobre algumas falas que teriam sido proferidas pelo educador físico.

O vereador Vitor Porto foi procurado e se disponibilizou de participar ao vivo do programa ''De Tudo um Pouco'' na última sexta-feira (26), nas redes sociais o parlamentar divulgou uma Nota à População.

Confira o conteúdo na íntegra:

NOTA À POPULAÇÃO

A respeito das notícias veiculadas hoje (26) a respeito do vereador Vitor Porto, esclarecemos os seguintes fatos:

1. O vereador Vitor Porto conheceu o profissional de educação física, Hudson Wiris, no ano de 2016, quando era coordenador da Praça CEU, no bairro Alto Colina. Na ocasião, desenvolveram uma relação de amizade e o mesmo tornou-se pessoa da convivência diária do vereador, desenvolvendo uma relação de confiança;

2. Ambos estiveram envolvidos profissionalmente nas campanhas pleiteadas por Vitor, nos anos de 2018 e 2020, a última, por meio de contrato remunerado devidamente registrado e aprovado pela Justiça Eleitoral. Dados do contrato estão disponíveis no site https://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/candidato/2020/2030402020/49590/130001025152/integra/despesas ;

3. Como amigos, nada mais normal do que compartilharem sonhos e também dificuldades.  Dificuldades estas que foram sobrepostas por ambos, com auxílios pessoais de Vitor no pagamento de despesas profissionais e pessoais, feitas com recursos próprios, além da prestação de serviços gratuitamente como advogado do mesmo;  

4. Nunca foi prometido ao mesmo nenhuma posição de trabalho na esfera pública ou privada, tendo o vereador auxiliado-o em sua inserção no mercado por meio do envio de currículos e indicações profissionais, o que é um procedimento habitual para conseguir vagas de trabalho; 

5. O profissional pleiteou a vaga de Coordenador da Praça CEU, como lhe é de direito, mas não cumpria requisitos exigidos pela legislação municipal, que requer formação completa em curso superior; 

Vitor Porto e o seu mandato continuam trabalhando para que a população de Patos de Minas sinta-se representada e com a certeza de que todos os questionamentos serão esclarecidos em seu devido tempo. Para entrar em contato com ele e com o seu gabinete, ligue 3030-1116 ou entre em contato pelo instagram @vitimporto

O departamento de jornalismo da Rádio Clube98 também solicitou um posicionamento oficial da Prefeitura de Patos de Minas.

Confira a nota da Prefeitura na íntegra:

Sobre as declarações feitas por Hudson Wiris mencionando a atual gestão, a Prefeitura de Patos de Minas e o prefeito Luís Eduardo Falcão esclarecem que:

- fica a cargo do prefeito a escolha das pessoas que ocuparão cargos de livre nomeação do Executivo, desde que os requisitos previstos em lei sejam atendidos;

- no início do ano Hudson procurou o prefeito e, assim como ocorre com todos que o fazem, foi recebido;

- como muitos fizeram no início da gestão, manifestou sua vontade de fazer parte da equipe, no caso como Coordenador da Praça CEU;

- no entanto, este cargo tem como requisito possuir diploma de curso superior, condição que o pleiteante não tinha na ocasião;

- a administração pública deve ser pautada na transparência e no zelo com os cargos públicos, sendo assim, a prefeitura coloca-se à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas sobre os trâmites de contratação de cargos ou funções.

O denunciante ainda informou que o Presidente da Câmara Municipal de Patos de Minas e o Procurador da Casa Legislativa, Dr. André Franco, foram informados sobre a denúncia na tarde desta quinta-feira (26) e que nos próximos dias a denúncia será protocolada na Câmara e no Ministério Público.

Confira a entrevista na íntegra:

Comentários

  • Fabrício

    Comentário enviado em - 29/11/2021

    A inveja é demais,corre atrás do seu parceiro,pra que prejudicar as pessoas,vc não vai ganhar nada com isso, conhece a lei do retorno meu amigão, poisé o w é ruim se destrói sozinho..Mesmo se for verdade pra que fazer isso