Lásaro Borges no "De Tudo Um Pouco" afirma que tem provas para denunciar vereadores e alega perseguição política

logo-face
logo-face
Lásaro Borges no

Em entrevista ao programa "De Tudo Um Pouco", o ex vereador, Lásaro Borges, afirmou ter sido vítima de perseguição política. Polêmico e munido de informações que podem estremecer a política patense, o vereador, que foi recentemente cassado pelo voto da maioria de seus colegas de Câmara Municipal, pontuou que poderá divulgar nos próximos dias, alguns nomes, provas e denúncias de atos ilícitos de vereadores de Patos de Minas.

Durante a entrevista conduzida pelo jornalista, Matheus Alves, o ex-vereador foi indagado sobre pontos polêmicos que citou ao longo de seu último discurso na Câmara Municipal. Momento em que garantiu ter acesso a mensagens de whatsapp que denunciam atos ilícitos de vereadores. Indagado se grupos políticos da cidade e até o próprio prefeito de Patos de Minas, seriam os perseguidores e algozes de seu mandato, Lásaro Borges, se negou a citar nomes.

Lásaro Borges respondeu questionamentos de ouvintes que participaram ao vivo via telefone fixo e com mensagens de texto e áudio pelo whatsaap da Rádio Clube 98,3. Em determinado momento, Lásaro Borges, se exaltou com quem participava e pedia direito ao anonimato. Para o ex-vereador, quem o critica e o acusa sem provas é considerado covarde por não mostrar sua identidade.

A entrevista polêmica você assiste na íntegra a seguir:

Comentários

  • Reginaldo

    Comentário enviado em - 22/11/2021

    Vergonhoso saber que ele use de desculpas,que ataque a população dessa forma,e por voto a favor ele não denunciaria os amigos.

  • Geromel

    Comentário enviado em - 22/11/2021

    Nobre ex edil, sabia que ter conhecimento de ilicitudes e não denunciar também é crime? Isso se chama prevaricação, sabia? Ou denuncia ou poderá ser denunciado! Que jeito feio de sair da vida pública, francamente!

  • Maria

    Comentário enviado em - 22/11/2021

    Lembra ele que ele só foi eleito da última vez que o Marquinho carregou ele , lembra ele que o povo não quer mais ele lá