Seminário sobre os Direitos da Mulher, Caso Rogério Caboclo e Aplicativo Salve Maria estiveram em pauta no "Debate 98"

logo-face
logo-face
Seminário sobre os Direitos da Mulher, Caso Rogério Caboclo e Aplicativo Salve Maria estiveram em pauta no

Nesta segunda-feira (07/06), Dra Kátia Andrade, Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, foi a convidada do “Debate 98”.

A conversa foi conduzida por Jota Ramalho, José Afonso, Edvar Santos, Professor Braz Paulo e também contou com a participação de ouvintes da Rádio Clube 98.

Dra Kátia Andrade falou sobre a programação do “Seminário Interdisciplinar sobre os Direitos da Mulher” que começa nesta segunda-feira (07/06), em uma promoção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção Patos de Minas, do Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM), do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e da Prefeitura de Patos de Minas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Em ponto alto do “Debate 98” a advogada e Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, também comentou sobre a denúncia de assédio sexual e moral, envolvendo o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Após a acusação, Rogério Caboclo foi afastado por 30 dias do cargo de Presidente da CBF, por uma determinação da Comissão de Ética do Futebol Brasileiro.

A advogada também falou sobre a implantação do aplicativo “Salve Maria” em Patos de Minas, de forma muito séria e comprometida com a verdade, Dra Kátia, explicou que um longo trabalho foi realizado para a implantação efetiva do programa na cidade. Mas que o projeto, que é de grande importância para o combate à violência contra a mulher em Patos de Minas, se encontra novamente parado na Prefeitura de Patos de Minas, segundo a advogada o projeto que deveria ter sido implatado a mais de um ano atrás, continua parado à aproximadamente quatro meses.

 A Prefeitura de Patos de Minas foi procurada pela reportagem da Rádio Clube 98, e se comprometeu em encaminhar um posicionamento referente a situação até o fim da tarde desta segunda-feira (07/06).

Aplicativo Salve Maria

A ferramenta facilita as denúncias por meio de um ambiente seguro e de atendimento rápido, uma vez que a própria vítima pode apertar o Botão do Pânico e automaticamente acionar a Polícia Militar (PM), enviando ao mesmo tempo, a sua geolocalização.

O aplicativo oferece também o Botão Denúncia, por meio do qual terceiros podem acionar a PM diante de situações de violência, emitindo um alerta com a localização geográfica para que policiais verifiquem a ocorrência. Os chamados enviados por meio do Salve Maria são vinculados à mesma central dos registros via 190, sendo de exclusiva gerência da PM o controle das denúncias e a prioridade dos atendimentos.

Comentários