Com alta demanda no Hospital de Campanha, pacientes com sintomas leves da COVID-19 devem procurar a USF; ouça áudio

logo-face
logo-face
Com alta demanda no Hospital de Campanha,  pacientes com sintomas leves da COVID-19 devem procurar a USF; ouça áudio

Após demanda intensa no hospital de campanha de Patos de Minas nos últimos dias, a Secretaria Municipal de Saúde, orienta que apenas pacientes com sintomas moderados ou graves, procurem o Hospital de campanha. Pessoas com sintomas leves da COVID-19 deverão recorrer as Unidades de Saúde da Família (USF).

A equipe de reportagem da Rádio Clube 98, conversou com o Médico da unidade de saúde da família - Sorriso e Supervisor Clínico das equipes de saúde da família do município, Dr Mateus Lopes.

O médico relata que recentemente, o fluxo de atendimento das USFs, passou por algumas mudanças.

“Tendo em vista o decreto, os atendimentos considerados eletivos, ou seja, os atendimentos agendados, que podem aguardar, foram suspensos, nas USFs, e estamos atendendo os pacientes sintomáticos respiratórios leves, além de urgências, é importante frisar que as urgências e pacientes com queixas também estão sendo atendidos nas unidades.” Relata o Supervisor Clínico das equipes de saúde da família do município.

Dr Mateus Lopes, também ressalta que é de extrema importância que neste momento apenas os pacientes com sintomas moderados e graves procurem o Hospital de Campanha, para que o sitema de saúde não seja saturado.

Durante entrevista o médico também informou para a população que neste momento os pacientes podem realizar, um primeiro contato com a sua Unidade de Saúde da Família, através do telefone.

“Muitos dos casos, eles não necessitam que o paciente venha até a unidade, às vezes a pessoa é o acompanhante do sintomático, e ela precisa de um atestado médico, de uma orientação, esse serviço está sendo realizada via teleatendimento” informou.

Dr Matheus também explicou que além do teleatendimento, também será realizado o telemonitoramento, onde esses pacientes serão acompanhados, pelo seu agente comunitário de saúde, para avaliar a evolução dos sintomas, os agentes comunitários de saúde irão entrar em contato com o paciente, via telefone, aproximadamente de 48 em 48h.

Comentários