Segunda reunião ordinária da Câmara é marcada por proposta de redução de custos

logo-face
logo-face
Segunda reunião ordinária da Câmara é marcada por proposta de redução de custos

A segunda reunião ordinária da atual legislatura da Câmara Municipal de Patos de Minas, novamente foi marcada por conflitos de pensamentos entre os parlamentares.

O vereador José Luís (Podemos) sugeriu no Plenário da Câmara Municipal de Patos de Minas durante a sessão ordinária desta quinta-feira (11/02) uma série de medidas para reduzir os custos do legislativo. 

Segue as medidas apresentadas pelo vereador:

Extinguir o cargo de terceiro assessor;

Reduzir o salário bruto para R$ 6.500,00;

Reduzir o número de vereadores.

José Luís também propôs uma mudança no horário das reuniões ordinárias, que passariam a acontecer durante a noite. Atualmente, as reuniões ordinárias acontecem às quintas-feiras a partir das 14 horas.

O vereador Lásaro Borges (PSD) disse que concorda com reduzir o salário e rebateu propondo uma redução ainda maior, fixando o subsídio de três mil reais. A respeito do fim do terceiro assessor citou que o território municipal é grande e com dois assessores os parlamentares não conseguiram atender adequadamente a população.

Vitor Porto (Cidadania) e José Eustáquio (Podemos) afirmaram que o ideal seria a execução de uma reforma administrativa completa. Ainda durante o pronunciamento, José Eustáquio (Podemos) disse que Lásaro Borges (PSD) está trazendo essas propostas para “fazer palanque” e o questionou porque ele não apresentou essas propostas durante os dois mandatos anteriores.

Lásaro Borges (PSD) afirmou que no passado não havia apoio suficiente para aprová-lo e destacou que a maioria dos atuais parlamentares foram eleitos com a promessa de renovação e economia.

As discussões referentes ao assunto, foram propostas informais realizadas pelos vereadores, nenhum projeto de lei referente a esse assunto foi formalizado na reunião desta quinta-feira (11).

Comentários