Polícia Civil apura quem matou cachorro encontrado com perfurações em Patos de Minas

logo-face
logo-face
Polícia Civil apura quem matou cachorro encontrado com perfurações em Patos de Minas

A Polícia Civil de Patos de Minas apura a autoria da morte de um pastor alemão que foi deixado com um adestrador e encontrado morto com perfurações. Conforme a investigação, laudo veterinário mostra que o cão foi atingido por um objeto perfurante. A princípio, a suspeita era de tiro de arma de fogo.

O delegado regional Luis Mauro Sampaio Pereira disse ao G1 que a tutora do cão recebeu nesta semana o resultado dos exames feitos por um médico na clínica veterinária do Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam).

Diante dos fatos, um inquérito foi instaurado e serão intimados para serem ouvidos a dona do animal e testemunhas, para definir a autoria do crime. Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

A reportagem também procurou o delegado que investiga o fato. Mas até a última atualização da reportagem não obteve retorno.

 

Animal morto

 

O pastor alemão foi encontrado morto no dia 11 de novembro na casa do adestrador, com duas perfurações, sendo uma nas costas e outra no peito.

Segundo informou a tutora para a Polícia Militar, o adestrador, de 27 anos, relatou que a tutora do cachorro, de 44 anos, deixou o animal na casa dele.

Contudo, o jovem precisou sair da residência e, ao retornar, encontrou o animal já morto e frio. Ele chamou a dona do animal, que foi até o local com uma veterinária.

Foi apurado que a falta de marcas de sangue no local indicava que o cachorro morreu instantaneamente, levantando a suspeita de que ele tenha morrido devido a um disparo de arma de fogo.

No entanto, após a finalização dos exames, foi constatado que a morte se deu por um instrumento perfurante que atingiu diversos órgãos. O G1 entrou em contato com a Polícia Civil, mas não conseguiu mais informações sobre as investigações.

Texto e foto: G1 Triângulo. 

Comentários