Covid-19: por intermédio da Fiemg Alto Paranaíba, Patos de Minas receberá 25 respiradores

logo-face
logo-face
Covid-19: por intermédio da Fiemg Alto Paranaíba, Patos de Minas receberá 25 respiradores

Patos de Minas recebeu uma boa notícia para o combate à Covid-19: a doação de 25 respiradores pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), por intermédio da Regional Alto Paranaíba. A notícia foi anunciada pelo vice-presidente da unidade, Lisandro Bicalho, que também divulgou a destinação de cinco ventiladores pulmonares para Carmo do Paranaíba, dois para Vazante e dois para Morada Nova.

Esses respiradores foram produzidos pela empresa de soluções tecnológicas Tacom, com apoio da Fiemg. Na última segunda-feira (3), os aparelhos foram homologados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e agora poderão ser utilizados em hospitais em todo o país. A partir da próxima semana, a Fiemg vai adquirir mais de mil respiradores e doá-los ao Governo de Minas Gerais para que sejam distribuídos em todo o estado.

O equipamento começou a ser fabricado por meio do projeto “Inspirar”, que desenvolveu tecnologia inédita para a fabricação de respiradores. Os ventiladores pulmonares chegam ao mercado com valores mais acessíveis do que os produtos semelhantes, além de ser mais fáceis de manusear. O desenvolvimento do ventilador contou com mão de obra multidisciplinar: médicos intensivistas, engenheiros, programadores e desenvolvedores.

“Essa conquista importante mostra a força da união da indústria mineira, que, liderada pela Fiemg, viabilizou recursos para o projeto, além de comprovar também a capacidade empresarial que temos em agir e aprovar, em tempo recorde, um projeto que vai atender às demandas da nossa sociedade”, disse o presidente da federação, Flávio Roscoe. O projeto contou também com apoio do Senai, que deu todo o apoio técnico.

 

Comentários

  • Na Real

    Comentário enviado em - 08/08/2020

    Oque combate a doença é medicação, ficar adquirindo respirador é jogar dinheiro fora! Não sei e nem informaram quanto custa um aparelho desse, mas se estes médicos, aplicar o "Protocolo do Ministério da Saúde", estes aparelhos vão ficar entulhando lugar, para com isto, vamos ser racionais! Com sinceridade, eu não sei aonde este bando de energúmenos querem chegar!