Prefeitura movimentou R$ 4,7 milhões no combate a Covid-19, conforme balanço

logo-face
logo-face
Prefeitura movimentou R$ 4,7 milhões no combate a Covid-19, conforme balanço

Na tarde desta quarta-feira (03/06), representantes da Secretaria Municipal de Saúde apresentaram aos vereadores da Comissão de Saúde Pública e Bem-Estar Social (CSPBES) da Câmara Municipal um quadro com a prestação de contas referente aos gastos e às diligências da pasta na contenção e no tratamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A exibição foi feita pelo secretário municipal, Carlos Rezende, e pelo diretor de orçamento e finanças, Wellington Pereira.

Na fase de exposição das movimentações financeiras, foi demonstrado, ao todo, o valor na ordem de R$ 4.775.007,09 destinados à compra de insumos hospitalares e de equipamentos profiláticos (máscaras e vestimentas de proteção; álcool em gel; luvas). Tudo isso para a ampliação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) tanto na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quanto no Hospital Regional Antônio Dias (HRAD), bem como para a construção do Hospital de Campanha (uso exclusivo dos pacientes acometidos pelo coronavírus), localizado no Centro Clínico Universitário do Unipam, na Avenida Marabá.

Quanto à montagem do hospital, o secretário Carlos Rezende salientou que a estrutura começou a ser efetivamente organizada em abril e, desde então, medidas constantes têm sido tomadas para deixá-la apta ao funcionamento. Segundo o titular da pasta, a construção da base onde será instalado o cilindro de oxigênio já foi finalizada. O secretário ressaltou, ainda, que o hospital no Centro Clínico do Unipam só pode ser ativado quando a ocupação dos leitos já existentes no município atingir 80%. “Embora a unidade já esteja praticamente concluída, o trabalho do Município é para que não seja necessário utilizá-la”, reforçou.

Texto: Gustavo Galvão - Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Patos de Minas 

Comentários

  • Na Real

    Comentário enviado em - 04/06/2020

    É parece que o dinheiro gasto por politico, ele vale menos que o valor que é gasto pelo cidadão! Qualquer individuo sentiria feliz em ter nas mãos R$ 5000.000,00 e se a pessoa tiver juízo, para gastar essa grana toda leva-se um bom tempo, mas eles, os gastam com uma facilidade, que parece que este montante todo, parece com dinheiro de se beber pinga! Agora a Prefeitura gastar dinheiro em organização particular, e em órgãos públicos do estado, não são permitidos, pois o dinheiro é pertencente ao "Município"! Então eu gostaria que a "Câmara de Vereadores", junto com o "Ministério Público", fizesse uma fiscalização ferrenha, pois me parece que o que foi feito até agora, não se chega há estes valores! Fico passado em ver a cara de pau dos nossos governantes; vou ter o maior prazer em levar material de limpeza e higiene pessoal, para estes politicos desonestos, lá no presídio, junto com um tambor de 200 litros de oleo,de peroba! Tenho que lembrar que a "Unipam", é particular, não é publica! Eu sei que a "PF", não vai perder a caminhada aqui não, depois que a mesma começou a buscar os politicos para prestar conta dos seus gastos, os números de cidade explodiu, então pode ter certeza, aqui não vai ser diferente de outros lugares; e lembrem que o "Prefeito Quadrupede", é também professor universitário, que também deve ter doutrinado muito imbecil que se julgam os tais! Como disse o Raul Seixas: Mamãe eu não quero ser "Prefeito"...