PRF solicita mudança em radar na Curva dos Moreiras

12/10/2017 15:57:49

Redação Clube Notícia

A Polícia Rodoviária Federal de Patos de Minas encaminhou na última semana um pedido de cooperação ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. De acordo com o documento, enviado pelo chefe da 11ª delegacia da PRF, Inspetor Alfredo Calixto Batista Terceiro, ao chefe de Serviço do DNIT de Patos de Minas, Antônio Péricles Ferreira Lobo, os radares fixos instalados ao longo da BR 365, em setembro 2015, têm contribuído para a redução dos acidentes na região, porém, próximo ao radar existente no Km 371, local conhecido como Curva dos Moreiras, acidentes ainda s ão registrados.

Esta rodovia liga Uberlândia a BR-040 e o trecho é bastante movimentado. A instalação do radar neste local, inclusive, foi uma sugestão apresentada pela PRF, motivada pelo alto índice de acidentes próximo a curva.  Em 2014 treze acidentes foram registrados entre o Km 369 e 372. Até a instalação do radar em 2015 foram registrados cinco acidentes. Após a instalação do radar, houve dois acidentes, um em setembro e outro em novembro. Já em 2016 foram sete acidentes. Somente neste ano já foram registrados oito acidentes no local. O texto ainda afirma que o número de acidentes pode ser ainda maior, já que nem todos são registrados pela PRF.

De acordo com o Inspetor Terceiro, os motoristas têm o péssimo hábito de não confiarem na sinalização da rodovia e então freiam bruscamente próximo a curva, o que pode motivar a maioria dos acidentes. A sugestão da PRF, encaminhada ao DNIT, é que o radar seja deslocado 400 metros sentido Patos de Minas.

A produção do Boletim 365 entrou em contato com o chefe de serviço do DNIT em Patos de Minas, que informou que o documento foi enviado a superintendência do DNIT em Belo Horizonte. Em contato com o setor de serviço de operações da superintendência, foi informado que o pedido de cooperação será encaminhado à sede do DNIT em Brasília, que analisa caso a caso sobre a necessidade destas mudanças. Não há previsão de quando o documento será analisado, já que vários processos de todo o país se acumulam na mesa do coordenador geral de análises. Além de disso, a empresa responsável pela instalação de radares nas rodovias federais é terceirizada e o DNIT está em processo de atualização de contratos, o que pode resultar em mais atraso para solucionar este problema do alto índice de acidente na Curva dos Moreiras.

Fonte e fotos: Boletim 365

Comentários

  • José Augusto

    Comentário enviado em - 12/10/2017

    Sugiro um na curva da Serrinha no sentido patrocinio/ patos onde há acesso a Estrada velha e entradas pras indústrias (Suinco, Algodoeira, Patense...) já que hoje existe no sentido contrário. O local é de alto risco ja veículos grandes cruzam a pista bem próximo a curva, e caminhões de fora vem embalados até chegar atual radar.